O método Jars Money Management System propõe organizar as finanças dividindo o orçamento mensal em “potes”

 

Desenvolvido por T. Harv Eker, no brasil o método passou por adaptações (não é uma tradução) e os potes foram chamados de Gastos Fixos, Aposentadoria, Emergência, Educação, Diversão e Férias. Conheça a descrição original do método e faça uma análise sobre a forma que você pode aplicá-lo à sua vida:

Necessities: (55%) são as despesas com o aluguel da casa, alimentação, contas fixas como eletricidade, água, condomínio, mensalidade da escola dos filhos, prestação do carro;

 

Long-Term: (10%) são reservas e planos para situações de emergência, como um gasto médico inesperado, férias ou para uma grande aquisição;

 

Play: (10%) é o pote destinado para gastos displicentes, como aquele sorvete que deu vontade de tomar de repente e também os gastos com diversão: cinema, shopping, teatro, shows e etc;

 

Education: (10%) você pode destinar a esse pote o dinheiro reservado para o pagamento da faculdade dos filhos ou cursos, coaching, idiomas e especializações;

 

Financial: (10%) é a reserva para aplicar em investimentos. Este é o pote que cuida da sua velhice, do seu futuro e de sua família;

 

Give: (5%) é o pote que se destina à caridade, porque você pode e deve cuidar de suas finanças sem perder o humanismo e a empatia.

 

O método pode parecer simplista quando você o analisa a partir das muitas especificidades e problemas financeiros de cada família, ou, indivíduo. No entanto, nada impede que o método seja personalizado caso a caso. No formato original do sistema, um dos potes é destinado à caridade, por exemplo, e embora isto seja realmente algo que todos devessem fazer, não é uma regra. Simplesmente “batizar” os potes conforme sua realidade é a melhor forma de conseguir administrar esse método.

Gostou deste post da G44 Brasil? Não se esqueça de comentar e compartilhar!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here