E se existisse uma moeda que se mantivesse sempre em alta alheia às crises financeiras?

As crises econômicas mundiais acontecem, dentre outros aspectos, porque grupos dominantes começam a fazer prognósticos pessimistas a partir de objetivos que atendam seus interesses. Dessa maneira, isto pode afetar ativos financeiros, a liquidez de instituições e o agravamento da condição social. Confira neste post da G44 Brasil.

Os mercados financeiros são muito suscetíveis às expectativas, então se esses grupos estão tendenciosos a retrair compra de ações, por exemplo, o mercado desaquece. Todo esse fenômeno está bastante relacionado a fatos políticos de interesse global. Logo, todas as moedas tradicionais podem sofrer os efeitos e oscilam por causa da ação de bancos e governos. 

O Bitcoin é uma criptomoeda, ou, simplesmente, ‘dinheiro eletrônico’. Contudo, seu funcionamento é descentralizado, pode ser transferida por meio de smartphones e não submete seus usuários a qualquer autoridade monetária. Continue lendo a G44.

Durante a crise da Grécia, para citar apenas um caso, muitas pessoas passaram a comprar bitcoins porque o limite de saques nos bancos estava muito baixo. Mesmo com um software que demandava um tempo maior para concluir operações, a moeda digital foi tratada como uma grande alternativa. Desta forma, podemos compreender melhor sua valorização constante e acelerada perante a uma crise mundial.

Dentre as inúmeras façanhas conhecidas sobre o Bitcoin, sabemos que pessoas comuns começaram a comprar e acumular a criptomoeda, podendo trocar por produtos e serviços, bem como realizar trader no mercado , podendo tornarem-se milionárias.

A G44 & Inoex tem a missão de levar oportunidade de crescimento para as pessoas que queiram se beneficiar das vantagens que a experiência no mercado financeiro pode trazer.

Gostou do post da G44 Brasil? Compartilhe e comente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here