Novas tecnologias ajudam a otimizar o trabalho do minério. Em Mato Grosso do Sul, estudantes do curso técnico de mineração desenvolveram um espessador para otimizar o trabalho da indústria de mineração da região.

O projeto foi desenvolvido por 15 estudantes, tem foco em sustentabilidade e faz a separação de elementos sólidos de elementos líquidos.

A proposta é oferecer economia no processo uma vez que a manutenção do equipamento é de baixo custo.

A máquina é utilizada para aumentar a concentração de sólidos de polpas até valores convenientes para operações subsequentes, como bombeamento, filtragem ou condicionamento com reagentes de flotação.

Os alunos desenharam o projeto desde a parte teórica, com todas as etapas da mineração, até a observação da barragem e finalização na construção da tecnologia.

Mineração

A mineração é um dos setores de base na economia do Brasil. A atividade equilibra os índices de crescimento nacional sendo responsável por 4% do Produto Interno Bruto (PIB) e contribui com 25% do saldo comercial brasileiro, segundo o Ministério de Minas e Energia. Além disso, a indústria extrativista é uma ferramenta de crescimento sustentável para regiões isoladas.

O país utiliza o potencial mineral de uma região para estimular seu desenvolvimento, criando infraestrutura para a população local. A atividade contribui para a criação de inúmeros empregos diretos e indiretos, justamente por oferecer matéria prima para variados tipos de indústria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here