Setembro Amarelo, mês para conscientização contra o suicídio.

“Quando uma pessoa pensa em suicídio, ela quer matar a dor, mas nunca a vida”
Augusto Cury

Dados apontam que a cada 45 minutos, um brasileiro tira a própria vida. O suicídio que é um assunto tabu, precisa ser enfrentado, essa é a ideia da Campanha Setembro Amarelo, que durante o mês de setembro, todos os anos e no mundo todo, busca enfrentar essa questão de saúde pública. A G44 Brasil, é claro, não poderia deixar de apoiar à causa.

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), 90% dos casos de suicídio poderiam ser evitados. As causas mais comuns são em decorrência de transtornos mentais, como esquizofrenia e bipolaridade, bem como dependência química, alcoolismo e depressão. Continue lendo a G44.

No Brasil, a campanha Setembro Amarelo é uma iniciativa do CVV, uma entidade sem fins lucrativos que atua gratuitamente na prevenção do suicídio desde 1962, está engajada e promovendo atividades neste movimento iniciado há dois anos. A ideia é divulgar a causa intensamente, já que no dia 10 é celebrado o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

Entre as estratégias para conscientização do público em geral, a campanha tem como parte fundamental a iluminação ou coloração de amarelo de locais, construções ou monumentos e, ainda, a colocação de laços amarelos nas fachadas de prédios públicos e privados para lembrarmos que devemos, sim, falar sobre a prevenção do suicídio.

A prevenção mais efetiva se dá pelo aconselhamento profissional, um dos primeiros passos para o tratamento da depressão, e, consequentemente, para se evitar o suicídio. O Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo.

São realizados mais 2 milhões de atendimentos anuais por 2.400 voluntários em 90 postos de atendimento pelo telefone 188 (disponível 24 horas por dia, todos os dias), ou pelo site www.cvv.org.br via chat, e-mail ou carta. Outra forma fundamental de prevenção é divulgar os espaços que trabalham com o auxílio às pessoas que estão em sofrimento psíquico.

Gostou deste post da G44 Brasil? Comente e compartilhe!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here