Um novo problema apareceu e está atingindo os depósitos de criptomoedas nos endereços de carteira, saiba como se proteger

Tudo o que é novo gera curiosidade, para o bem e para o mal, portanto, é normal que vários hackers apareçam e vários programadores comecem a criar vírus para roubar bitcoins e usá-las para benefício próprio. É um mal necessário, pois só assim podemos melhorar a segurança e você pode combater esse tipo de pessoa. A G44 Brasil explica.

A bola da vez são os vírus alterando os endereços. Mas como essa alteração ocorre?

Basicamente falando, os vírus atuam mudando os endereços antes das transações, fazendo com que as pessoas transfiram a moeda para a conta errada, ou seja, para a conta que o vírus mascarou. Continue lendo a G44.

Depois que isso ocorre, não tem como voltar atrás e quem enviou, perde o dinheiro. Por isso esse artigo é tão importante e deve ser compartilhado pelo maior número possível de pessoas, assim diminuiremos a quantidade de vítimas, compartilhe!

O que as plataformas estão fazendo para se prevenir desses vírus?

Algumas empresas, por exemplo, passaram a “imprimir” 2 vias o endereço de depósito para todas as moedas. Na primeira via o endereço será impresso na forma de imagem enquanto na segunda ele será impresso em texto.

Logo, o usuário só deve efetuar o depósito se os dois endereços estiverem iguais.

Realmente é uma boa maneira de diminuir o número de vítimas.

“Mas e se os endereços não forem iguais?” Então o seu computador está infectado e você precisa fazer uma varredura nele o mais rápido possível para garantir a segurança do seu patrimônio.

Então, lembre-se: Sempre confira o endereço quantas vezes for necessário até que se sinta confortável para efetuar a transação e tenha muito cuidado na hora de copiar e colar os endereços, ok?

Gostou deste post G44 Brasil? Comente compartilhe com seus amigos!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here